Balneário Camboriú é destaque em crescimento e renda

Um estudo revelado este mês pela Geofusion, uma das maiores empresas de inteligência geográfica de mercado do Brasil, que analisa dados coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou neste mês de junho, Balneário Camboriú como uma das cidades que mais cresce no país e com uma das melhores médias em renda familiar nos últimos anos.

O município está entre as dez mais bem colocadas, sendo a quinta no ranking que considerou zonas urbanas- com mais de 100 mil habitantes, sem levar em conta as capitais e regiões metropolitanas.

O estudo “Lado B: o Brasil fora das capitais e zonas metropolitanas”, realizado em 2015, classificou a renda média familiar desses municípios de acordo com projeções sociodemográficas, utilizando dados como o Pnad – Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio, Censo, estimativas da população e potencial de consumo, em fontes como o IPC Marketing.

Enquanto que a média nacional em renda familiar é de R$ 3.900, Balneário Camboriúapresenta sua média em R$ 6.184 – 58,5% maior -, atrás apenas de cidades paulistas com grande desenvolvimento: Valinhos, Santos, Jundiaí e Campinas. A única cidade catarinense desta lista de dez, é seguida pelas paulistas Ribeirão Preto e São José dos Campos, logo após vem Caxias do Sul (RS), e outras duas de São Paulo, Piracicaba e Bauru.

Ainda segundo a avaliação da Geofusion, esses municípios apresentam R$ 142 milhões por ano disponíveis em gastos com produtos alimentícios, sendo 63,5% com alimentação em casa, 29,6% fora do domicílio e 6,9% com bebidas. Os especialistas da empresa consideram que as grandes empresas se voltam para as capitais e suas zonas metropolitanas, que correspondem a 345 cidades, e concentram 55% da renda do país. Todavia, municípios com médio e grande porte do interior se destacam por terem renda média domiciliar próximas à das capitais, e em muitos casos não são percebidas para investimentos de empresas, principalmente as redes de varejo.

A análise ainda aponta o crescimento populacional de municípios com mais de 100 mil habitantes, e que não fazem parte de regiões capitais ou metropolitanas. Nos últimos 15 anos, foram cerca de 8,4 milhões de pessoas que acresceram o número de moradores nessas localidades. Rio das Ostras, no Rio de Janeiro, teve 4,5% de incremento na Taxa Geométrica de Crescimento Populacional Anual, e lidera o ranking. Na sequência aparece a cidade paraense de Parauapebas, com 4,3% de aumento na TGCA.

Balneário Camboriú teve o terceiro maior crescimento, com aumento de 3,5% neste mesmo índice, entre os anos de 2010 e 2015. Informações oficiais emhttp://goo.gl/YgKh08

 

Fonte: www.clickcamboriu.com.br

Quer anunciar sua propriedade? Entre em contato conosco!